Em quais casos o FIV é indicado?

A infertilidade pode ter caráter transitório, cuja reversão é conseguida com o tratamento da doença que causou a infertilidade, ou permanente, o que acontece muitas vezes quando os tratamentos não dão conta de devolver ao casal a possibilidade de conseguir a gestação por vias naturais, sem interferência médica. Nesses casos, o casal pode buscar técnicas de reprodução assistida como a Fertilização in vitro.

A FIV é indicada para várias pessoas em situações diferentes. Confira:

Há casos de infertilidade em que a FIV é a melhor técnica, dependendo da gravidade de doenças como endometriose, pólipos e miomas uterinos.
FIV é indicada também quando existe histórico familiar de doenças hereditárias.

Idade. Mulheres inférteis acima de 35 anos só podem recorrer à FIV.

Casais homoafetivos. Desde 2013 no Brasil os casais homoafetivos que desejam ter filhos podem, além do processo de adoção, buscar a FIV para alcançar esse objetivo. Nesses casos, um dos gametas deve ser obtido por doação e, no caso dos casais homoafetivos masculinos, é necessário buscar também uma mulher que aceite fazer a cessão temporária do útero.